terça-feira, 15 de junho de 2010

Assenbleia de Deus é acusada de fazer campanha antecipada


Uma operação da equipe de fiscalização do Tribunal Regional Eleitoral do Rio (TRE) aprendeu nesta quarta-feira centenas de cartilhas “Manual feminino da cidadania”, na sede da igreja Assembleia de Deus em Madureira. O material apresenta indícios de propaganda antecipada de campanha do pré-candidato do PR ao governo do Rio, Anthony Garotinho (foto), e do pastor Manoel Ferreira.
O pastor Ferreira deverá concorrer a uma vaga no Senado. Além de fotos, as cartilhas, com 34 páginas cada uma, fazem referências a realizações do ex-governador e do pastor.
Também foram recolhidas na sede da igreja fichas de cadastramento de fiéis, nas quais são solicitados o número do título de eleitor, zona eleitoral e local de votação. Muitos cadastros já estavam preenchidos com dados dos eleitores.
Promotores do Ministério Público Eleitoral e a equipe do TRE passaram a acompanhar a distribuição das cartilhas há cerca de 20 dias. Segundo o juiz Paulo Cesar Vieira de Carvalho Filho, responsável pela fiscalização da propaganda no Rio, o material vinha sendo entregue durante os cultos da igreja.
- É proibida a propaganda eleitoral dentro de igreja. Isso é uma infração, e todo o material será enviado para a Procuradoria Eleitoral, que tem a atribuição de tomar as medidas cabíveis – disse Carvalho Filho.
O ex-governador Garotinho afirmou que conhece a cartilha, mas que não sabe quem a produziu. Manoel Ferreira não foi localizado.
Garotinho entra com recurso no TRE para reverter sua inelegibilidade
O ex-governador Anthony Garotinho, pré-candidato ao governo do Rio pelo PR, entrou com recurso nesta terça-feira, no Tribunal Regional Eleitoral (TRE) do Rio, para tentar reverter a decisão que, no último dia 27, o tornou inelegível por três anos, a contar de 2008 .
No pedido de embargo de declaração (recurso para que o TRE reveja sua posição), o advogadocontratado por Garotinho no Rio, Jonas Lopes Neto, sustentou que não há provas concretas de que o ex-governador cometeu abusos de poder econômico a favor de sua mulher, a prefeita de Campos, Rosinha Garotinho, na campanha municipal de 2008, pelo que o casal foi punido.
Fonte: O Globo

3 comentários:

  1. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  2. Precisamos ser prudentes! Oremos por nossa nação! Pelos nossos irmãos que estarão se candidatando, sabendo que, se estiverem de acordo com a legislação do país, e debaixo da vontade dEle...terão a benção de Deus em todos os seus projetos.
    http://classeluzdomundo.blogspot.com

    ResponderExcluir
  3. Caro amigo
    Pr. Rubens Guimarães,

    A Paz do Senhor!

    Como dizia o jargão de um programa humorística de TV: "É isso que enfraquece".

    Fomos chamados para sermos "sal e luz do mundo", inclusive na política.

    Um grande abraço!
    Pr. Carlos Roberto

    ResponderExcluir